Camerata Aberta abre temporada 2013 com concerto Sismos no Sesc Bom Retiro

O concerto de abertura da temporada 2013 da Camerata Aberta, grupo de câmara da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim, instituição do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura, tem como tema Sismos, trazendo para o palco do Sesc Bom Retiro no dia 16 de abril (terça-feira), a partir das 20h, compositores envolvidos com pesquisas de interdisciplinaridade, aproximando da música temas como a arquitetura, a física e a botânica.

Sob regência do maestro francês Guillaume Bourgogne, o grupo interpreta peças que exploram relações formais e construtivas de outras áreas do conhecimento, para além das relações intramusicais, por meio da articulação das obras de Iannis Xenakis e Pascal Dusapin.

Nas palavras de Sergio Kafejian, diretor artístico do grupo, “Xenakis, além de compositor foi arquiteto e engenheiro. Trabalhou por 12 anos com o famoso arquiteto modernista Le Corbusier, assinando conjuntamente com ele muitos projetos. Esta formação híbrida fez com que ele abordasse a música de uma maneira completamente inovadora, trazendo conceitos e modelos de áreas como a arquitetura, a física, a química e a biologia. Sua música traz uma força expressiva bruta e pungente. Dusapin foi um dos poucos discípulos de Xenakis e, como ele, parte de ideias, conceitos e modelos extramusicais para edificar suas construções sonoras. A obra apresentada neste concerto foi escrita por Dusapin em homenagem aos 70 anos de Xenakis”.

O programa abre com o compositor histórico da edição, o francês Edgar Varèse (1883-1965) que foi de fato um precursor na concepção da música como fenômeno físico-acústico, passível de ser pensada como espectro, massa, fusões, fissões, cores. A primeira de suas duas peças incluídas no repertório, Octandre (1924) apresenta intensa atividade rítmica, concentrada nos instrumentos melódicos, que nela são oito, como as flores de oito pétalas. O jogo de alternância entre sobreposições e uníssonos rítmicos espalha-se pelas três seções, e às linhas melódicas agregam-se intervalos harmônicos simétricos à maneira de moléculas de carbono, estruturas atômicas, formações minerais e geológicas. Em Densité 21,5, ele explora duas linhas melódicas, uma modal e outra atonal, em composição para flauta solo.

O francês Pascal Dusapin (1955) tem duas de suas obras executadas. Coda (1992), que foi composta em homenagem aos 70 anos de Iannis Xenakis e Ici (1986) também tem a flauta como único instrumento e em suas alternâncias de dinâmica, altura e andamento remetem à sonoridade da voz humana.

Também francês, o jovem Raphaël Cendo (1975) tem no repertório desse concerto a obra Charge, em que concebe um universo sonoro saturado pelo qual não se transita com facilidade, mas deve-se transpassar a densidade harmônica e desorganizada da polifonia. Ainda que não remeta diretamente a modelos extramusicais, Cendo “trabalha com os instrumentos e as sonoridades sempre no limite entre o som e o ruído bruto, exigindo que os instrumentistas berrem, sussurrrem, façam ruídos guturais e primitivos”, de acordo com Kafejian.

A peça Jalons (1987), do grego Iannis Xenakis (1922-2001), que fecha o concerto, possui sonoridade forte e teatral e utiliza um pequeno número de compassos, ou seja, uma economia de notas, criando toda sua densidade por meio do ataque às notas e do descompasso de seu andamento, que surpreende muitas vezes o ouvinte.

Finalmente, a mais jovem compositora do programa, a brasileira Tatiana Catanzaro (1976) aventura-se por uma sonoridade que remete ao universo indígena dos karajás na figura de uma entidade-borboleta, Ijareheni, que dá título à sua obra de 2009 presente no programa. Nela, a ideia da refração da luz nas asas de algumas borboletas, que de outra forma não teriam cor, é traduzida em som de corporalidades distintas, remetendo à eclosão da lagarta e sua metamorfose em borboleta. A peça remete fortemente às composições estatísticas de Xenakis.

 

Programa – Sismos

Regente: Guillaume Bourgogne

IANNIS XENAKIS
Jalons

EDGAR VARÈSE
Densité 21,5 
Octandre

PASCAL DUSAPIN
Coda
Ici

RAPHAËL CENDO
Charge

TATIANA CATANZARO
Ijareheni

 

SERVIÇO:

Data: 16/4/2013

Horário: 20:00:00

Local: Sesc Bom Retiro – Alameda Nothmann, 185 – Bom Retiro – CEP 01216-000, São Paulo – SP – TEL: (11) 3332-3600

Ingressos: R$ 12,00 [inteira]

R$ 6,00 [usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante]
R$ 3,00 [trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC e dependentes]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: